Tempo São Paulo, SP

JORNAL DO MEIO AMBIENTE DO ESTADO DE SÃO PAULO

Últimas Notícias

MMA assina acordo para proteger Caatinga, Pampa e Pantanal

11/19
13:43 2018

Projeto será financiado pelo Fundo Mundial para o Meio Ambiente (GEF) e terá aporte de US$ 32,6 milhões. Além do ICMBio e do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 11 estados são parceiros.



O Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio) assinaram acordo de cooperação para implementação do projeto Estratégias de Conservação, Restauração e Manejo para a Biodiversidade da Caatinga, Pampa e Pantanal, o GEF-Terrestre. O Global Environment Facility (Fundo Mundial para o Meio Ambiente) financia o programa com um aporte de 32,6 milhões de dólares.



A assinatura, que formaliza a participação do MMA e sinaliza o início da execução dos trabalhos, foi publicada hoje (16) no Diário Oficial da União. O objetivo é promover, de forma mais efetiva, a conservação da biodiversidade dos três biomas por meio da criação de novas áreas protegidas, melhoria na gestão das unidades de conservação, recuperação de áreas degradadas, proteção de espécies ameaçadas e engajamento das comunidades locais nessas ações.

 

PARCERIAS



Para a implementação, a Secretaria de Biodiversidade do MMA vai contar com a parceria de 11 estados (RS, MG, MT, MS, BA, AL, PB, PE, RN, PI e CE), além do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e do Jardim Botânico do Rio de Janeiro (JBRJ). O contrato do projeto já havia sido assinado pelo Funbio, agência executora do projeto, e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), a agência implementadora, em maio deste ano, e terá duração de cinco anos.



“O foco principal do GEF Terrestre é dar mais atenção aos três biomas, que ainda não tinham sido efetivamente beneficiados pelos projetos de cooperação internacional da Secretaria de Biodiversidade. A Caatinga, que só existe no Brasil; o Pantanal com suas áreas úmidas de importância internacional; e o Pampa, bioma com o menor percentual de áreas protegidas (2,9%)”, explica a analista ambiental Marina Faria do Amaral, do Departamento de Áreas Protegidas do MMA.



Entre as ações a serem apoiadas estão a criação e a gestão de unidades de conservação, a recuperação de áreas degradadas, e o desenvolvimento de planos de ação territoriais para a conservação de espécies.

 

 


Fonte: Portal MMA

 

 

Comentários (0)

Escreva um comentário





Comentários


Mais Notícias

COP-14: Brasil adere à Declaração para proteger habitats Leia Mais!
Conama limita emissão de poluentes para ônibus e caminhão Leia Mais!
Combate ao lixo no mar ganha força em evento internacional Leia Mais!
Pará sedia seminário de educação ambiental Leia Mais!
MMA assina acordo para proteger Caatinga, Pampa e Pantanal Leia Mais!
Brasil apresenta avanços em convenção sobre biodiversidade Leia Mais!
PREMIAÇÃO PROJETO REVIVA O ÓLEO 2018 Leia Mais!
Menos desperdício, mais conscientização Leia Mais!
Por ações ligadas ao meio ambiente, Asia Shipping recebe Selo Verde Leia Mais!
Ibama desativa garimpos ilegais em dois parques nacionais no PA Leia Mais!
Fundo Amazônia atinge 1 bilhão em desembolsos Leia Mais!